• Postado por Guilherme 30 Nov

Será?

Notícias do depressing front “indústria fonográfica”:

No desespero, as majors tentam lançar um novo suporte para venda de música, desta vez sem o DRM. Com isso, é claro, elas tb esperam alavancar a venda do hardware pra ler os cartões de memória (afinal, nem todo mundo tem um em seu computador, ipod ou outro player doméstico…). Fazer um negocinho com USB nem passou pela cabeça dos caras, creio. A idéia é complicar a vida, sempre que possível.

Eu, como pretensa estudiosa do assunto e pseudo-artista independente, acho isso tudo meio chatinho. Em vez de tentar desesperadamente resgatar um tempo de bonança que já passou, quando o suporte vendia bem por si só (pra compor as bibliotecas das pessoas, dando aquele up no capital cultural), por que não olhar o bicho de frente e pensar em estratégias que não passem pela introdução de um novo suporte que vai estar obsoleto em menos de 5 anos?

Quando é que os staffs das gravadoras vai ser substituído por gente que lida com novas mídias e tecnologias? Que sono que dá!

—> Segue o texto abaixo

Gravadoras e SanDisk querem substituir CDs por cartões de memória
O Globo – 22.09.2008 

Cartão slotMusic / Foto: Divulgação

RIO – No conturbado mercado da distribuição de música digital, a nova aposta das gravadoras para substituir o combalido CD é o slotMusic. O novo produto trata-se de um cartão de memória de 1GB, que virá com músicas pré-carregadas. E a iniciativa tem apoio de peso. As quatro grandes gravadoras – Sony BMG, Universal, EMI e Warner – estão por trás do projeto, junto com a SanDisk, que fabrica os cartões.

O alvo das gravadoras seria o download de músicas pela internet, hábito que modificou totalmente a distribuição de conteúdo no mundo digital. Um dos argumentos encontrados no site oficial da slotMusic nesse sentido é o de que “os cartões permitem que os consumidores apreciem a música de seus artistas favoritos sem a necessidade de um PC ou conexão pela internet. E você, acha o slotMusic uma boa idéia?

O slotMusic deve começar a ser vendido nos Estados Unidos em outubro, em grandes redes como o Wal-Mart e a Best Buy, segundo o Walla Street Journal. O custo médio esperado para os álbuns é de US$ 15. A primeira leva de lançamentos incluirá 29 álbuns das quatro grandes gravadoras, com destaque para artistas populares como Rihanna, New Kids on the Block, Weezer, Usher, Chris Brown, Akon e Elvis Presley.

Site do slotMusic / Foto: Reprodução

Um detalhe importante é que as músicas virão sem a proteção dos Digital Rights Management (DRM), que limita a transferência e cópia de arquivos. Com isso, os cartões poderão ser instalados em celulares, mp3 players e computadores, graças a uma pequeno adaptador USB. No site do produto as vantagens são alardeadas.

“A conclusão é que o slotMusic terá uma base pré-instalada sem paralelos: milhões de celulares, virtualmente qualquer computador com uma entrada USB e um número cada vez maior de equipamentos de carros poderão tocar os cartões”.

As mp3 serão de alta qualidade, com 320 kbps, e os cartões poderão trazer ainda as artes dos encartes, notas de produção, vídeos, entre outros conteúdos.

Postado por

Guilherme

Data

30/Nov/-0001